Aprenda com o Blog

Blockchain: o início de uma nova era no Marketing Digital

blockchain

O Marketing Digital é uma área na qual surgem mudanças a todo instante. É preciso sempre estar de olho nas novas tendências e tecnologias que aparecem, para que seja possível se adaptar e continuar criando oportunidades.

Dentre tantas novas tecnologias que têm se destacado nos últimos tempos, a Blockchain tem estado nos holofotes e promete dar o que falar, em 2018, balançando o cenário online e prometendo inovações robustas para o setor. É o início de uma nova era na indústria.

Muito se houve falar do Blockchain atrelado à Bitcoin, umas das mais populares moedas criptografadas da atualidade – e que, logo após seu surgimento, em 2008, ganhou popularidade, por conta da sua transparência e descentralização.

Mas o que muita gente não sabe é que a Blockchain é uma tecnologia que não apenas tem grande importância no mundo das criptomoedas, mas também pode ser utilizada a favor de muitas outras áreas, como o Marketing Digital.

A seguir, vamos lhe contar um pouco mais sobre como tudo isso funciona e de que forma a Blockchain pode ser útil, em suas campanhas digitais.

O que é Blockchain?

 

A Blockchain possui diversas funcionalidades. Porém, quando falamos sobre o que ela realmente é e como funciona, as explicações ficam um pouco mais técnicas. De forma resumida, a Blockchain permite que informações sejam guardadas e distribuídas, sem que haja risco de serem copiadas.

Blockchain é como um livro público que todos podem ver e é compartilhado entre todos os usuários. As pessoas que usam a Blockchain é que a mantêm atualizada. É uma configuração de corrente, podemos dizer assim, na qual o histórico das transações é armazenado em “blocos” que não podem ser alterados.

Ao ter esse livro gravado no computador de todos, em todo o mundo, ele se torna descentralizado – diferentemente de um banco, onde as transações são armazenadas em particular e gerenciadas apenas por ele. A Blockchain não tem conexão com nenhum banco ou governo. Ou seja: não existe nenhuma autoridade que seja “proprietária” da tecnologia. Com isso, extingue-se a necessidade de intermediários, como instituições financeiras, que cobram uma taxa para fazer transações.

Qual o impacto da Blockchain no Marketing Digital?

 

É importante lembrar que Blockchain vai muito além de Bitcoins e criptomoedas. Esta é uma tecnologia que pode ser aplicada a inúmeras áreas. Inclusive, no Marketing Digital.

Por ser uma tendência em constante crescimento e que ganhará ainda mais espaço em 2018, vale a pena entendê-la, para saber como ela pode ajudar o seu negócio a evoluir. A seguir, listamos algumas áreas nas quais você deverá ver mudanças significativas, nos próximos anos.

 

1) Mais transparência nas campanhas digitais

A Blockchain, como comentado anteriormente, possibilita que informações sejam gravadas e distribuídas, mas não permite que sejam alteradas ou copiadas. Partindo do princípio de que a Blockchain é um sistema descentralizado – ou seja, que não depende de intermediários -, as informações ali gravadas possuem um alto nível de segurança.

Justamente por isso, a Blockchain é uma tecnologia disruptiva que mudará, completamente, a indústria dos anúncios online. Isto porque intermediários como Google ou Facebooks Ads (plataformas que ganham dinheiro a partir de campanhas pagas) passam a ter sua função destituída.

Companhias como a BitClave, por exemplo, trazem uma nova proposta para que os usuários tenham controle de suas informações. Por meio do mecanismo de buscas da empresa – que utiliza a tecnologia Blockchain -, é possível criar uma conexão mais direta entre marcas e consumidores. Ao fazer uma busca, você consegue proteger todas as informações que, hoje, são dadas gratuitamente a corporações como o Google, que se utilizam delas para ganhar cada vez mais dinheiro com anúncios.

Com empresas como a BitClave, você possui total controle das suas informações, enquanto usuário, e pode selecionar a quantidade de dados que deseja compartilhar com os anunciantes. No momento em que fizer isso, você será recompensado. Ou seja: ao invés de os anunciantes darem dinheiro para intermediários como o Google, quem ganhará serão os usuários. Será uma venda direta, na qual somente você tem controle das suas informações e decide o que pretende fazer com elas.

Além disso, as informações registradas na Blockchain serão muito mais confiáveis, uma vez que são imutáveis e anônimas. Com isso, é possível ter características reais do usuário que clicou em determinado anúncio e possuir dados muito mais consistentes que os atuais.

 

2) Mais confiança e credibilidade

Um dos problemas que muitas empresas enfrentam – especialmente, as grandes – é a confiabilidade. A busca pela procedência dos produtos, por exemplo, se tornou uma preocupação crescente, de uns anos para cá. Portanto, assegurar a origem dos seus produtos e gerar credibilidade é um processo necessário.

Para que seja possível ganhar essa confiança, é preciso que exista transparência. E é exatamente este um dos maiores pilares da Blockchain.

Um exemplo prático do uso dessa tecnologia é o Walmart, que se uniu com a IBM, a fim de tornar os processos da sua cadeia de suprimentos mais transparentes. O objetivo do projeto era usar a Blockchain para rastrear, digitalmente, de onde seus produtos vinham, iniciando as análises em sua base varejista na China. Com isso, foi possível aumentar a confiança em relação à procedência dos produtos da empresa.

Este é apenas um exemplo de como a Blockchain pode ser utilizada para fortalecer a confiança do consumidor em uma marca. Independente do ramo do seu negócio, existem formas de aplicar a tecnologia para melhorá-lo ainda mais. Seja na hora de anunciar ou de gerar credibilidade.

 

3) Benefícios para o branding

Partindo de uma premissa básica, ter um método de pagamento Bitcoin-friendly já mostra o quanto a sua empresa é inovadora e acompanha as tendências. Até mesmo usar o sistema Blockchain para formalizar negociações digitais entre empresas é um ponto positivo para a sua companhia – tanto no ponto de vista da segurança, como do Marketing.

Mostrar a cara da sua marca para o mundo não é uma tarefa fácil. Não basta dizer que os seus valores da são “X”, se você não demonstra isso por meio de iniciativas internas e externas. A aposta em tecnologias emergentes traz uma imagem inovadora, de quem está na vanguarda e preocupado com a segurança das transações.

Inclusive, é possível criar uma ótima estratégia de Relações Públicas, em torno desse fator, gerando curiosidade sobre sua marca e até mesmo tornando-a um exemplo de inovação, dentro do seu mercado – e isto serve para qualquer implementação tecnológica que possa destacar sua atuação e trazer um diferencial real.

É claro que, no caso da Blockchain, é preciso estudar bem o sistema, a fim de entender, exatamente, como ela poderia funcionar para o seu negócio. Se você pretende aceitar pagamentos via Bitcoins, é importante, antes, compreender o funcionamento das mesmas, quais os investimentos necessários – a exemplo de gerar as próprias Bitcoins e criar uma carteira virtual – e balancear os prós e contras, no atual cenário da sua empresa.

Apostando em novas tecnologias

 

Quando partimos do princípio de que a Blockchain é um sistema seguro e imutável de informações digitais, são inúmeras as possibilidades, quando a associamos ao Marketing Digital.

Por se tratar de uma tecnologia emergente e que tem tudo para estourar em 2018, começar a pensar em estratégias e traçar um planejamento – nem que seja a longo prazo – pode ser uma boa ideia, com o objetivo de plantar sementes capazes de render bons frutos, nos próximos anos.

Assim como a Blockchain, que pretende inovar o mercado e mudar toda a forma como fazemos publicidade online, existem algumas outras tendências de tecnologia que estão super em alta e que já podem ser implementadas na sua empresa. Confira o post sobre as tendências de 2018 e ajuda o seu negócio a decolar nas vendas!

Sobre o Autor

Fernando Freitas é diretor-fundador da Converta na Web. Seus resultados diferenciados em Marketing Digital já lhe renderam a capa da revista “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”. Profissional credenciado pela norte-americana HubSpot, criadora da Inbound Marketing Methodology e principal referência do mundo em conversão na web. Estrategista, consultor e professor de pós-graduação no segmento digital, com foco em conversão e negócios de alta performance.